O SME, ao propor o ensino de Alfabetização pelo método fônico, embasou-se no estudo da neuropsicolinguistica para sustentar o desenvolvimento cognitivo da leitura e escrita. De acordo com esse estudo, ao atingir com êxito a alfabetização, o cérebro adapta estruturas que foram designadas para exercer funções e desenvolver as habilidades de leitura e escrita. Baseado nas pesquisas acadêmicas, desenvolvidas no Brasil e em diversos países que buscam a excelência da alfabetização, o método fônico fundamentou as diretrizes que norteiam o trabalho pedagógico. A ação estabelecida no SME entende que os princípios do método fônico possibilitam desenvolver um ensino de qualidade, independente da condição socioeconômica ou cultural do aluno.

O método consiste nas instruções metafonológicas e em instruções fônicas que são explícitas e sistematizadas. Essa metodologia tem como objetivo desenvolver a consciência fonológica e ensinar as correspondências grafo fonêmicas. Este processo favorece a aquisição de vocabulário, o raciocínio verbal e a expressão por meio da leitura e da escrita, valendo-se de relações grafema-fonema, das silabas às palavras, frases e textos que acontecem progressivamente.

Um dos papéis da escola é oferecer meios para o aluno viver em sociedade. Nesse sentido, cabe à disciplina de Língua Portuguesa uma contribuição fundamental: desenvolver a competência comunicativa do aluno. Compartilhando dessa mesma perspectiva, o Sistema Mackenzie de Ensino objetiva e trata o ensino da língua materna de modo significativo para que, assim, a língua exerça sua função tanto social quanto discursiva, com uma abordagem prática e reflexiva, e, desse modo, contribua para que o professor tenha maiores possibilidades de alcançar o sucesso em seus objetivos, “transformar o aluno num poliglota dentro de sua própria língua” (BECHARA, 2009, p. 14).

Coleção Princípio do Saber

A Coleção Princípio do Saber, produzida por nós para atender a Educação Infantil, com crianças de 2 a 5 anos contempla o Mini-Maternal, Maternal, o Jardim I e o Jardim II, e aborda as seguintes áreas do conhecimento: Língua Portuguesa, Matemática, Natureza e Sociedade.

 

Nesse segmento temos como objetivo principal contar histórias aos pequeninos, assim como Jesus ensinava a linguagem das histórias que alcançava pessoas mais diversas. Contar histórias que falam de: amor, amizade, respeito e do cuidado com o corpo e com o mundo criado por Deus. Entre o que para eles será diversão e muita brincadeira acompanhada de toda alegria e imaginação a que uma boa história pode nos conduzir, desenvolveremos suas habilidades e competências, comunicando valores cristãos, conhecimentos e ainda os levaremos a pensar sobre o que estão aprendendo.