Folclore – Sabedoria do Povo


Nosso Projeto sobre Folclore está sendo desenvolvido de maneira a atender o desenvolvimento de habilidades e competências para esse ano e faixa etária, discutindo um tema muito relevante para os cidadãos da nossa cidade. O Folclore é um assunto que valoriza nossa história, valoriza nossa cultura e proporciona novos saberes e curiosidades.


A esse respeito, a teoria histórico-cultural nos ensina que o processo de aprender envolve o triplo protagonismo, ou seja, os professores, crianças e a cultura ocupam um papel relevante. Nesse sentido, a cultura como fonte das qualidades humanas precisa estar disponível às crianças, como intuito de atraí-las e de criar novas necessidades de conhecimento.
Dessa forma, os professores são os responsáveis por organizar o ambiente educativo e por reprojetar com escuta das crianças.

Estamos desenvolvendo um trabalho interdisciplinar que busca nos livros os conhecimentos da memória do povo e nos museus, formas de ampliar o repertório histórico, cultural e social dos educandos. O trabalho começou com uma expedição investigativa no Museu de História e Folclore “Maria Olímpia”, onde nossos alunos puderam observar, refletir, pensar e perguntar junto aos profissionais Larissa Rizatti Gomes e Rosiane Nunes, que não mediram esforços para ampliar o repertório de conhecimentos dos nossos alunos e deixá-los viver livremente aqueles espaços com conversas e brincadeiras. Muitas foram as perguntas das nossas crianças, dentre elas, podemos destacar:

⦁ O que é Folclore?
⦁ Por que o Museu leva esse nome?
⦁ Por que Olímpia ficou conhecida como Capital Nacional do Folclore?  ⦁ Quem foi David Oliveira?
⦁ Qual o significado da festa da colheita?
⦁ Qual era a agricultura predominante da região na época?


Tudo foi registrado para ser discutido, pensado, estudado e pesquisado pelos nossos alunos.


Essa forma de ensinar a aprender é mais rica porque envolve a unidade teoria/prática, a interação escola e prática social, além de valorizar a relação educação e cultura, tornando a prática pedagógica mais ativa, tendo os alunos como protagonistas, aprendendo com interação e comunicação.

Sem Título-2

Público envolvido:

Alunos do 4º B1 – 14 crianças

Professora Silvia Quemello Marson

Colégio Liceu Mackenzie Olímpia

Descrição - Índice Inicial

Mediante Roda de Conversa foi registrado o que as crianças já conheciam a respeito do tema a ser abordado no Projeto.

⦁ A LOCALIZAÇÃO DO MUSEU DE HISTÓRIA E FOLCLORE “MARIA OLÍMPIA” NA CIDADE;
⦁ A EXPOSIÇÃO DE UM ACERVO DE OBJETOS HISTÓRICOS NO MUSEU;
⦁ QUE A CIDADE DE OLÍMPIA É A CAPITAL NACIONAL DO FOLCLORE BRASILEIRO;
⦁ QUE A AGRICULTURA DA ÉPOCA ERA A LARANJA E O CAFÉ;
⦁ CONHECIAM ALGUMAS BRINCADEIRAS E VÁRIOS BRINQUEDOS FOLCLÓRICOS.

Descrição - índice Informativo

Partindo do que já tinham de conhecimento, surgiram novos questionamentos e curiosidades.

⦁ COMO FOI O 1º FESTIVAL DO FOLCLORE NA CIDADE?
⦁ COMO SURGIU A IDEIA DE SE CRIAR UM MUSEU DE HISTÓRIA E FOLCLORE?
⦁ POR QUE DA CRIAÇÃO DE GRUPOS FOLCLÓRICOS?
⦁ QUAL A ORIGEM DA PALAVRA FOLCLORE?
⦁ COMO PODEMOS IDENTIFICAR A SABEDORIA DE UM POVO?
⦁ QUAL A DIFERENÇA DE FOLCLORE E PARAFOLCLORE?